O que os Embaixadores Choice viram na Youth Assembly 2018?

19/09/2018

Sete Embaixadores Choice estiveram em agosto na Youth Assembly 2018, realizada pela Friendship Ambassadors, em agosto, e contaram quais foram suas percepções e insights sobre o que viram por lá

Você já imaginou poder debater assuntos que envolvem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) na sede da ONU e ainda conhecer organizações, governos e outros jovens do mundo todo que estão atentos e querem construir um futuro sustentável e mais justo? A Youth Assembly possibilita esse compartilhamento.

 

A Youth Assembly e a delegação brasileira

 

Organizada pela Friendship Ambassadors Foundation (FAF) com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU) a Assembleia da Juventude (Youth Assembly at the United Nations) promove o encontro e o diálogo entre jovens do mundo inteiro, engajados acerca dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com o propósito construir ideias que gerem resoluções aos desafios globais. É o momento onde os jovens não só assistem a painéis conduzidos por atores dos mais diversos setores, mas também tem a possibilidade de expor a sua realidade e vivência.

 

A delegação brasileira começou tímida em 2017, com apenas quatro jovens. Em fevereiro de 2018, após esforços e programas para criar acessibilidade a essa oportunidade o grupo saltou para 52 jovens.

 

Na conferência realizada na semana de 9 a 13 de agosto, sete embaixadores do Movimento Choice fizeram parte da delegação e tiveram a oportunidade de participar de workshops, visitas, debates e vivências que promoveram os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a liderança jovem.

 

Anna Kahler(2.0 T#3), Paloma Flores (T9), Wesley Paulino (2.0 T#3), Alcindo Neto (2.0 T1), Arthur Vaz (2.0 T#3), Giovana Smeets (2.0 T#1), Vitor (T10) nos contaram um pouco do que viram e trouxeram da YA.

 

O que @s embaixadores Choice viram, viveram e trazem de lá?!

 

 

Um evento desse tamanho, com tantos jovens de países diferentes pode até parecer algo impossível de ser alcançado, que você só veria televisionado. “Mas de algum jeito, meu propósito me levou até lá” disse Giovana Smeets, parte da delegação brasileira e embaixadora Choice, que já tem em sua rotina participar de eventos sobre impacto social, mas enxergou um campo muito maior ao ir à assembleia e se sente ainda mais motivada. Para ela,  a palavra confiança que define o que ela levou consigo.  “Confiança no seu propósito, no seu sonho, na sua capacidade, naqueles que acreditam em você e no poder da nossa juventude transformadora”, diz Smeets.

 

 

 

​Estudante de direito na Universidade Federal de Lavras e embaixadora da Turma 3, Anna Kahler participa de várias frentes estudantis que promovem projetos e empreendedorismo social, enfatizou a conexão que teve com os jovens com quem compartilhou essa oportunidade: “Quando pensei em me juntar a essa experiência nunca imaginei que sairia dali com amizades tão verdadeiras e inspiradoras. E é tendo convivido tão de perto com pessoas de diversas regiões do Brasil que posso dizer: nosso país está em ótimas mãos. A juventude brasileira está cada vez mais forte e mais consciente de seu potencial. É reconfortante saber que existem tantos jovens assim espalhados Brasil e é um prazer ter a oportunidade de fazer parte desse movimento!”

 

 

​Para Paloma Flores, o momento mais marcante foi a visita que o grupo realizou ao Banco Mundial, em Washington. “O que mais me impactou foi em conhecer como eles lutam pelo fim da probreza, auxiliando diversos projetos. Todos estes projetos trazem consigo uma bandeira de gênero, pois todos devem conter pelo menos 50% de mulheres!” e complementa “Hoje, entendo que só atingiremos as metas da Agenda 2030 se conectarmos os ODS em uma mesma ação. Não há como trabalha-los de maneira segregada. Além disso, consigo também olhar diferente para as grandes organizações, pois entendo que são essenciais nessa batalha por um mundo mais justo e adequado para todos”.

 

 

 

Inspirado, motivado e com mais vontade de impactar a vida de muitas pessoas, Wesley Paulino descreve a experiência como um divisor de águas que o fez pensar no futuro, em possíveis novos rumos e o como a construção e a mudança se dá a todo o momento em sua vida. Ele também conta que viveu uma grande surpresa lá “... fui surpreendido pelas conexões realizadas, pelas histórias de vida, pela cooperação, pelo engajamento social, pela persistência e principalmente pela empatia dos participantes”.

 

​​

 

Arthur Vaz contou que a sensação ao conhecer esses jovens e com projetos muito bacanas em suas nações, é que nossa distância física agora é menor e o poder de transformação muito maior.  Sobre os temas em pauta, Arthur conta que foi conversado bastante sobre empreendedorismo, inovação, busca pela paz e claro, a juventude como protagonista dessa mudança e ainda faz um paralelo com sua experiência como embaixador Choice “é como se a gente visse o que aprendeu no Choice em uma escala global. Vimos [no Programa de Embaixadores 2.0] os ODS em âmbito nacional, local e na assembleia consegui enxergar isso em escala mundial, com diversos atores que estão envolvidos na corrida pelo desenvolvimento sustentável”. Outro ponto que destacou foi conhecer a Missão do Brasil na ONU, onde conseguiu ver a representatividade do país na organização desde a sua criação.

 

 

Tal como um dos pilares do Movimento Choice, Alcindo Neto considera que o maior aprendizado foi  agarrar as oportunidades. “A YA é um ponto catalisador, uma possibilidade de troca que não pode ser desperdiçada. Conhecer novas pessoas, com outra cultura e que podem agregar no seu impacto é uma momento ímpar! E a hora de sair da zona de conforto e estar aberto a novas experiências proporcionou conexões reais com as pessoas que ali estavam e é isso que eu levo comigo.”

 

​“O sentimento de colaboração e conexão foi muito forte, nos mostrando que há esperanças e sonhos de um mundo melhor, e que muitos jovens ao redor do planeta são protagonistas desse sonho“ foi essa a percepção de Vitor Ungari sobre essa reunião que promoveu o encontro de jovens transformadores. Para ele, o momento mais marcante foi poder ver de perto a Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948)  “que contém pontos chave para qualquer ser humano, mesmo ainda sendo uma utopia em algumas realidades[...] Uma coisa ficou clara, para que tudo isso não seja apenas um sonho ou utopia, cada um de nós precisa tomar ação, hoje”.

 

 Vitor ainda trouxe um convite, que também compartilhamos e queremos saber:

 

E você, como está contribuindo para tornar essa utopia nossa realidade?

Facebook
Twitter
Please reload

Já conhece a Experiência Changemaker?

A experiência em Inovação Social para profissionais do futuro.

Receba as novidades do Choice!

Mudar o mundo começa
com a sua escolha!
Vem pro Choice!

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco

© 2019 Movimento Choice. Todos os direitos reservados.